OLEÍNA ANIMAL

OUTRAS DENOMINAÇÕES: Ácido Oleico, Oleína Animal bi-destilada, Oleína, Ômega 9.

FÓRMULA ESTRUTURAL: CH3–(CH2)7–CH=CH–(CH2)7–COOH

NOME QUÍMICO: Ácido cis-9-octadecenóico

NÚMERO CAS: 112-80-1

DENOMINAÇÕES ESTRANGEIRAS: Oleic Acid.

CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS:

ÍNDICES UNIDADES VALORES DE REFERÊNCIA
índice de Iodo g I2/100g 80 – 95
Índice de Saponificação mg KOH/g 196 – 216
Acidez % ácido oleico 195 – 212

 

botao-ficha-tecnica

A Oleína Animal pode ser considerada como a parte líquida dos óleos e gorduras, composta em sua maior parte por Ácido Oléico. O ácido oléico é um dos ácidos graxos mais abundantes em óleos e gorduras. Ele é um ácido graxo insaturado essencial, de cadeia longa, denominado Ômega 9 que participa do nosso metabolismo, desempenhando papel fundamental na síntese dos hormônios.

A Oleína Animal ou Ácido Oléico é obtido a partir da hidrólise da gordura animal e de certos vegetais onde, após a separação da glicerina, ele é submetido a uma destilação sob alto vácuo e separado por cristalização fracionada da estearina, através do abaixamento da temperatura. Para se obter uma oleína altamente pura é preciso que seja bidestilada e fracionada até chegar a concentração acima de 95%.

A Oleína Animal ou Ácido Oléico é um produto emoliente, muito utilizado como aditivo em base de sabões, sabonetes. Na indústria cosmética em cremes e emulsões, bronzeadores, produtos solares, entre outros. Apresenta variada aplicação industrial: lubrificantes, desengraxante, plastificantes, entre muitas outras.